Nível de jogo de Nadal “não surpreendeu” Severin Lüthi

Luthi

Em plena época de terra batida, Rafael Nadal chama a si todos os holofotes. E não é para menos. É nesta altura do ano que o espanhol se sente como peixe na água e que toma o elixir da invencibilidade, o que normalmente faz cair por terra as aspirações daqueles com quem vai partilhando o court.

Para Severin Lüthi, o treinador principal de Roger Federer, a campanha que Nadal tem realizado nesta época de terra batida está a corresponder às expetativas. “Vi o Rafa a jogar a um nível impressionante, o que não me surpreendeu. Algumas pessoas disseram-me: ‘Ele terá problemas em defender todos os pontos’, ao que eu respondi: ‘Vamos ver, talvez ele vença cinco torneios em vez de quatro’. É certo que não aconteceu, mas honestamente não vejo muitos tenistas que possam batê-lo em Roland Garros“.

Em entrevista ao Le Matin, Lüthi afirmou que não assistiu à final do Masters de Roma, no passado domingo, mas admite que a interrupção causada pela chuva possa ter ajudado o maiorquino de 31 anos. Ainda assim, nas palavras do treinador suíço, Nadal acabaria eventualmente por sair vitorioso de qualquer das formas.

Nadal matou a sede em Roma… não vencia na cidade eterna desde 2013! Fotografia: Giampiero Sposito

“Não vi o jogo, mas acredito que a interrupção o tenha ajudado. Contudo, ninguém pode dizer que o Rafa não teria encontrado um jeito de reverter a situação mesmo que não tivesse chovido”, observou.

O título em Roma permitiu a Nadal reassumir a liderança do ranking, voltando a relegar Roger Federer para o segundo posto. Severin Lüthi comentou o momento do passado dia 14 de maio (a semana em que o veterano suíço esteve como número 1): “Infelizmente não estávamos juntos”, contou entre risos, recuperando a emoção vivida em Roterdão, em fevereiro, quando Federer voltou ao posto de número 1 mais de cinco anos depois.

“Emocionei-me muito em Roterdão. Foi muito importante o Roger ter regressado ao primeiro lugar do ranking novamente, com esta idade e depois de todos estes anos. Contudo, dou mais importância a um título do Grand Slam do que ser o número 1 do mundo”, vincou.

Total
1
Shares

Leave a Reply

Total
1
Share