Paris calling: Sharapova bate Ostapenko e consolida bom momento

Maria Sharapova Roma

Em Estugarda, torneio para o qual recebeu um wild card, perdeu logo na estreia numa grande batalha com Caroline Garcia; em Madrid, na semana passada, começou a entrar nos eixos ao chegar aos quartos de final. Por isso, esta sexta-feira, no WTA Premier 5 de Roma, Maria Sharapova (40.ª) confirmou que está a subir de nível, levando de vencida Jelena Ostapenko (6.ª) rumo às meias-finais do torneio italiano… e com Roland Garros aí ao virar da esquina.

O primeiro frente a frente entre as duas tenistas foi, como se antevia, marcado pelo equilíbrio. A letã de 20 anos construiu uma vantagem de 5-2 na primeira partida, mas a russa de 31 respondeu à altura, virando o marcador a seu favor e com possibilidade de servir para vencer o set inaugural (6-5), o que não aconteceu.

Concluído um primeiro set que dava para terminar um duelo (1h20), Sharapova não acusou o momento e, depois de uma troca de breaks no segundo parcial, adiantou-se para 4-2. Só que, como é sabido, no ténis feminino os jogos de resposta são, regra geral, mais decisivos que os próprios jogos de serviço, pelo que Ostapenko não perdeu o fio à meada, acabando por anular a desvantagem da sua opositora. Porém, vacilou no momento em que servia para fazer o 5-5 — olá, terceiro set!

Equilíbrio e mais equilíbrio. Manteve-se a toada no derradeiro set, mas com Sharapova a registar um primeiro break à passagem do sexto jogo, depois de cinco jogos sem um único ponto de break para amostra. A russa teve uma vantagem de 5-2, mas quando serviu a 5-3 para fechar a contenda viu Ostapenko devolver a quebra de serviço, restabelecendo minutos mais tarde a igualdade a 5.

Já com o relógio a marcar três horas de jogo, Sharapova voltou a colocar o seu nome no marcador e forçou Ostapenko a servir para se manter em jogo. A letã não correspondeu e a russa acabaria por celebrar a vitória e consequente apuramento com os parciais de 6-7(6), 6-4 e 7-5 em 3h10 (estatísticas no final do artigo).

Maria Sharapova, três vezes campeã no Foro Italico, ainda não sabe com quem vai medir forças na jornada deste sábado (Simona Halep ou Caroline Garcia), mas sabe que o seu nível de jogo está em crescendo e que vai regressar ao top 30 na próxima semana. E Roland Garros, o único Grand Slam que já venceu por duas vezes e onde jogará pela primeira vez desde 2015, aproxima-se a passos largos.

A outra meia-final será discutida entre a campeã em título, Elina Svitolina (4.ª), que no primeiro encontro feminino do dia superiorizou-se a Angelique Kerber (12.ª), em dois sets, por 6-4 e 6-4, e Anett Kontaveit (26.ª), que eliminou Caroline Wozniacki (2.ª) por 6-3 e 6-1.

Sharapova arrecadou a primeira vitória do ano frente a tenistas do top 10
Total
1
Shares

Leave a Reply

Total
1
Share