Bellucci e de Minaur eliminados no Lisboa Belém Open; Trio NextGen segue em frente

LISBOA – A jornada desta terça-feira proporcionou ação para todos os gostos ao público que se deslocou até ao CIF – Clube Internacional de Foot-ball. Nos nove encontros já disputados, a juventude tomou conta dos courts de terra batida de Belém, protagonizando algumas surpresas e outras confirmações dos seus (já) estatutos de favorito.

Um dos encontros inaugurais marcou o embate entre duas jovens promessas do ténis mundial. De um lado apresentou-se o aussie de 19 anos Alex de Minaur (106.º) — que recentemente conversou em exclusivo com o RAQUETC (ver aqui) — e do outro Alejandro Fokina (409.º), um ano mais novo e vencedor de um torneio de categoria Future este ano em solo nacional. No final, foi o petiz espanhol a prevalecer sobre o mais cotado e segundo cabeça de série da prova em dois sets, que se definiram pelos parciais de 7-6(5) e 6-4.

Também na fase inicial do dia, entrou em court o lucky loser Federico Gaio (326.º), respescado à última hora devido à desistência de Gastão Elias. O italiano de 26 anos aproveitou da melhor forma a sua oportunidade e levou de vencida o austríaco Dennis Novak (204.º), por 7-6(5) e 6-1.

De seguida, outros dois prodígios fizeram as delícias do público em Belém, desta feita em confrontos distintos. O espanhol de 21 anos Jaume Munar (159.º) — que é ocasionalmente acompanhado por Rafael Nadal (ver aqui) — beneficiou da desistência do argentino Ruben Olivo (203.º), triunfando prematuramente quando o marcador se apresentava com 6-1 e 4-1.

Simultaneamente, no segundo court, o ex-número um de juniores Miomir Kecmanovic (202.º) surpreendia o brasileiro Thomaz Bellucci (249.º). Com apenas 18 anos de idade, o jovem sérvio revelou-se capaz de vingar a derrota imposta pelo ex-número 21 mundial no final do mês passado. Tal como nesse duelo, a contenda ficou resolvida em dois sets (6-3 e 7-6[4]).

Ainda houve tempo para um duelo sul-americano entre a Argentina e o Chile e para a exibição de um antigo 26.º classificado do ranking mundial: o jovem chileno Christian Garin (211.º) derrotou Juan Pablo Ficovich (355.º), 6-3 e 7-5, e o checo Lukas Rosol (atual número 284.º ATP mas que noutros tempos esteve nos grandes palcos do circuito) impôs-se ao italiano Edoardo Eremin em três partidas, 7-5, 3-6 e 6-4.

Total
2
Shares

Leave a Reply

Total
2
Share