Alex de Minaur sobrevive a susto na segunda ronda do Braga Open

BRAGA – Não foi fácil, mas Alex de Minaur lá fechou o apuramento para os quartos de final de singulares do Braga Open, o torneio Challenger ATP que esta semana se estreia no calendário.

Vindo de uma boa semana no Millennium Estoril Open, onde somou a primeira vitória da carreira em quadros principais de torneios ATP jogados em terra, o jovem australiano chega a Braga quase irreconhecível: está mais preso, mais desgastado e com muito menos confiança.

E o italiano Lorenzo Giustino, que ocupa a 253.ª posição do ranking ATP, soube aproveitá-lo — pelo menos, na fase inicial do primeiro set. Quebrou primeiro, soube gerir a vantagem até ao 5-2 apoiado num serviço muito potente (foram constantes os “saques” a mais de 200km/h) e parecia estar encaminhado para a vitória, mas de Minaur “acordou” a tempo de salvar a situação e, com cinco jogos consecutivos, deu a volta ao marcador.

Por cima no resultado, o tenista de 19 anos que este ano se apresentou ao mundo com meias-finais em Brisbane e final em Sydney tinha tudo para acrescentar alguma confiança a um jogo que até então estava preso, mas tão depressa fez a quebra de serviço como a perdeu e voltou a ver-se numa situação de equilíbrio frente ao menos cotado e mais velho italiano.

Alex de Minaur precisou, por isso, de prolongar a luta até conseguir fazer novamente a diferença, selando a vitória com os parciais de 7-5, 5-7 e 6-2 quando já estavam decorridos 2h43 minutos de encontro. A recompensa? Um lugar nos quartos de final de singulares do Braga Open, tornando-se no segundo jogador a chegar a esta fase do evento bracarense. E o próximo adversário pode ser português: para isso, Gonçalo Oliveira tem de levar a melhor sobre o canadiano Felix Auger-Aliassime, sexto cabeça de série.

Total
1
Shares

Leave a Reply

Total
1
Share