Grigor Dimitrov: “O calor não me assusta de forma nenhuma”

Grigor Dimitrov
O búlgaro vem do título no ATP Finals e está, lentamente, a recuperar o ritmo que o fez terminar 2017 no pico de forma / Fotografia: Elizabeth Bai/Tennis Australia

Grigor Dimitrov não tem medo do calor. É simples e foi o próprio quem o afirmou, depois de derrotar o jovem russo Andrey Rublev em pleno período de maior calor na jornada desta sexta-feira.

O tenista búlgaro está em Melbourne à procura do primeiro título em torneios do Grand Slam (há um ano perdeu em cinco sets para Rafael Nadal nas meias-finais) e diz que “o calor não me assusta de forma nenhuma, adoro jogar com calor. Quando era uma criança e estava a crescer na Bulgária, os verões eram muito quentes e secos. Hoje senti-me quase como em casa, as condições estavam ótimas.”

Na conferência de imprensa após somar mais uma vitória em Melbourne, Dimitrov disse ainda que “agora consigo gerir melhor o meu ritmo e a minha mentalidade é diferente. Acho que tudo isso ajuda e está relacionado com o a experiência e ter chegado à Austrália antes dos dias de maior calor.”

Até ao momento, o número 3 do ranking mundial só ultrapassou um encontro em parciais diretos, e logo na primeira ronda frente ao qualifier Dennis Novak, mas isso não o preocupa. Aliás, pelo contrário: “Adoro a maneira como estou a ganhar neste momento. Em dias em que não te sentes ao teu melhor, esses são os jogos que contam muito. A grande vantagem é que só pode melhorar a partir daqui. Sinto que do primeiro para o segundo, e até para hoje, há aspetos que estão a funcionar melhor, estou a ajustar-me.”

E terá mesmo de o fazer, porque o seu próximo adversário será Nick Kyrgios. O jogador da casa deixou pelo caminho o ex-finalista Jo-Wilfried Tsonga e assim estará à sua frente pela segunda vez em 2018, depois de no torneio de Brisbane já ter levado a melhor para lhe impingir a primeira derrota desde o título no Nitto ATP Finals, o “Masters” do circuito masculino.

Total
1
Shares

Leave a Reply

Total
1
Share