Lleyton Hewitt regressou ao Australian Open com uma vitória

Lleyton Hewitt
Fotografia: Luke Hemer/Tennis Australia

O antigo líder mundial Lleyton Hewitt está de volta ao Australian Open. Dois anos depois da sua última participação, ainda em singulares, o australiano está a jogar o torneio de pares ao lado do compatriota Sam Groth e entrou a ganhar.

Numa primeira ronda em que tiveram de defrontar Denis Istomin Mikhail Kukushkin, os australianos conseguiram ser superiores, acabando por vencer por 6-3 e 6-3 em pouco mais de uma hora de jogo.

Na próxima ronda, a dupla da casa irá medir forças com Horia Tecau Jean-Julien Rojer, terceiros cabeças de série da prova.

O adeus já foi há dois anos

Em janeiro de 2016, Llleyton Hewitt deu por concluída a sua carreira profissional após a participação no Grand Slam australiano, onde cedeu na segunda ronda da prova perante o espanhol David Ferrer, na altura oitavo classificado do ranking. 

Apesar de se ter mantido bastante ligado ao mundo do ténis, enquanto capitão da equipa australiana da Taça Davis e tendo disputado, ainda nesse ano, um encontro de pares no âmbito dessa mesma competição, frente aos Estados Unidos da América, e a competição de pares em Wimbledon, Hewitt nunca mais tinha regressado ao Australian Open, nem sequer para disputar o torneio de pares.

Ao fazê-lo este ano, o antigo número 1 do ranking mundial de singulares (e campeão do US Open em 2001 e de Wimbledon em 2002) chega à 21.ª participação no “Happy Slam”.

Total
2
Shares
Total
2
Share