15 anos e tanto ténis: Marta Kostyuk volta a fazer história, agora no quadro principal

Marta Kostyuk
Há um ano, Marta Kostyuk também brilhava em Melbourne, mas no torneio júnior / Fotografia: Australian Open

Não, não se trata de uma gralha. Marta Kostyuk tem mesmo 15 anos (e 181 dias) e entrou a ganhar no quadro principal do Australian Open, dando continuidade à excelente campanha realizada na fase de qualificação.

A ucraniana, que já tinha passado pelos três momentos do qualifying para se tornar na primeira jogadora nascida no ano de 2002 a disputar um Grand Slam, derrotou a 25.ª cabeça de série, Shuai Peng. Isso mesmo, a número 27 mundial e 17 anos mais velha Shuai Peng, por arrasadores 6-2 e 6-2 para se tornar na primeira jogadora do seu ano a vencer num dos quatro maiores torneios do mundo.

É, no entanto, necessário algum texto para se compreender na íntegra este resultado: enquanto Kostyuk chegou à eliminatória inaugural extremamente motivada e sem “nada a perder”, a tenista chinesa foi operada ao joelho depois do torneio de Zhuhai. E, como revelou a jornalistas do seu país, ainda não está totalmente recuperada, precisando de pelo menos “dois meses” para regressar à boa forma.

Se com este resultado a aposta da organização se torna ainda mais fácil de explicar, a verdade é que mesmo antes da chegada a Melbourne o currículo já jogava (e muito) a favor de Kostyuk. Porque apesar de ainda ocupar o modesto 521.º posto do ranking mundial, a jovem ucraniana é a campeã em título do torneio junior e em 2017 conquistou ainda o prestigiado Les Petits As e o primeiro torneio profissional. Se a isto acrescentar a idade que tem…

Porque o céu é o limite e “a idade não significa nada para ela”, Marta Kostyuk não se quer ficar para aí. E para continuar a seguir em frente terá de ultrapassar Olivia Rogowska, número 168 do ranking e que recebeu um convite para o quadro principal.

Total
5
Shares

Leave a Reply

Total
5
Share