Novak Djokovic apela ao regresso de Lleyton Hewitt: “Ainda tem nível para jogar singulares”

Novak Djokovic e Lleyton Hewitt
A 4.ª edição do Tie Break Tens arrancou com um notável triunfo do australiano sobre o sérvio / Fotografia: Ben Solomon/Tennis Australia

Depois de ter sido derrotado esta quarta-feira por Lleyton Hewitt, no Tie Break Tens, torneio de exibição que se disputa em território australiano, Novak Djokovic afirmou que o veterano australiano deveria considerar o reatar da carreira em singulares.

“Disse-lhe que ele devia voltar a jogar singulares, é a minha opinião sincera”, contou o sérvio, atual 14.º do mundo, após a derrota por 10-6 para o australiano de 36 anos no evento que se realizou na Margaret Court Arena.

“Eu sei que ele tem jogado pares, mas ainda tem nível para jogar singulares, isso é certo”, continuou o sérvio, citado pelo Herald Sun, a propósito do ex-número 1 mundial, que depois de o derrotar esteve perto de causar outra surpresa no Tie Break Tens, só perdendo por 13-11 para Rafael Nadal.

Esta 4.ª edição do Tie Break Tens teve como vencedor Tomas Berdych, o checo que ao longo da prova se sobrepôs a Nick KyrgiosMilos Raonic e Rafael Nadal, arrecadando com esta vitória um prize-money de 250.000 dólares.

Próxima paragem: Melbourne

Num só dia, Novak Djokovic realizou dois encontros. O primeiro em Kooyong, onde se exibiu a um bom nível para derrotar um apagado Dominic Thiem, e o segundo no Tie Break Tens.

Ora, estes tinham sido precisamente os dois torneios em que o sérvio tinha afirmado querer participar antes de tirar conclusões para o Australian Open, um torneio para o qual entretanto disse já estar pronto. Agora, é hora de apontar os esforços ao aperfeiçoamento do maior número de detalhes possível, para chegar a Melbourne na melhor forma possível. Em mira, inevitavelmente um sétimo título, apesar de considerar Rafael Nadal e Roger Federer “os grandes favoritos”.

Total
1
Shares
Total
1
Share