Luta pela custódia do filho afasta bicampeã Victoria Azarenka do Australian Open

Victoria Azarenka vai falhar o Australian Open pelo segundo ano consecutivo. Se em 2017 a tenista bielorrussa não viajou para Melbourne pelas melhores razões (tinha dado à luz pela primeira vez um mês antes), em 2018 não tem motivos para celebrar: está a lutar pela custódia do filho, Leo.

Na véspera de Natal, a jogadora de 28 anos já tinha anunciado a desistência do torneio de Auckland. Ainda assim, mantinha vivas as esperanças de resolver a situação com a justiça norte-americana a tempo de iniciar a época no primeiro Grand Slam do ano. Mas não. E, como tal, não está autorizada a abandonar a Califórnia, onde residia com Bill McKeague, o seu parceiro à data da gravidez.

Ainda em 2017, Azarenka anunciara a intenção de processar o seu ex-companheiro, depois de este alegadamente a ter acusado em tribunal de raptar o pequeno Leo. Na sequência, o tribunal declarou que o bebé devia regressar a Los Angeles, na Califórnia, e é aí que a tenista se encontra desde então, não podendo sair do estado enquanto o processo é discutivo.

A desistência de Victoria Azarenka do Australian Open — um torneio que venceu em 2012 e 2013 — abriu a vaga deixada pela bielorrussa na lista de wild cards, pelo que a organização decidiu congratular a tenista da casa, Ajla Tomljanovic, com entrada direta no quadro principal.

Atualizado às 23h21.

Total
2
Shares
Total
2
Share