Não houve risotto que invertesse a tendência: Svitolina é a nova rainha de Brisbane

Elina Svitolina
Elina Svitolina venceu as últimas 6 finais que disputou no circuito WTA

Está encontrada a nova campeã do Brisbane International de Brisbane. É ucraniana, conquistou o 10.º título da carreira e começa, assim, o ano da melhor forma possível. Elina Svitolina brilhou na Pat Rafter Arena e sai da cidade australiana com um grande sorriso (e um troféu).

Atualmente com 23 anos, a tenista ucraniana já tinha sido uma das jogadoras em maior destaque em 2017, ano em que venceu as 5 finais que disputou e chegou ao melhor ranking da carreira (o terceiro lugar, em setembro). Agora, volta a estar nas bocas do mundo e de troféus nas mãos: não deu hipóteses a Aliaksandra Sasnovich, vencendo por claros 6-2 e 6-1.

Este sábado, o destino parecia traçado e não houve risotto que o conseguisse combater. Porquê a referência ao prato tipicamente italiano? Porque foi a própria tenista bielorrussa (número 88 do mundo) quem falou dele por pelo menos duas vezes nas últimas 48 horas: primeiro quando se apurou para a final, afirmando que como preparação iria “fazer a minha coisa preferida: comer risotto com cogumelos”; e depois da própria decisão, quando, recheada de boa disposição, desabafou: “O risotto não me ajudou.”

Para o registo fica uma final em que Elina Svitolina não deu hipóteses à adversária e nunca teve a vitória contestada, é verdade, mas é também importante destacar a caminhada brilhante da jovem bielorrussa. Aos 23 anos, Sasnovich tornou-se na primeira jogadora da história do torneio a chegar à final tendo como ponto de partida o qualifying.

E isso é dizer muito, porque pelo caminho derrotou Kristina Mladenovic, Anett Kontaveit, Alize Cornet (finalista em 2017) e Anastasija Sevastova. Como “recompensa”, terá a subida terá a subida ao 53.º lugar do ranking WTA, que se traduz na melhor classificação da carreira, Já Elina Svitolina, subirá duas posições para ser a quarta classificada a partir de segunda-feira, ela que com o troféu em Brisbane chega aos 10 títulos de carreira (em apenas 12 finais).

Total
2
Shares

Leave a Reply

Total
2
Share