Andrey Rublev salva match point rumo à segunda final da carreira

Andrey Rublev

Não podia arrancar melhor a temporada de 2018 para Andrey Rublev (39.º ATP). A jovem estrela russa carimbou nesta sexta-feira a passagem à final do reputado ATP 250 de Doha, tendo salvo pelo caminho um match point.

Naquele que foi, provavelmente, o encontro mais emocionante da época até agora, Andrey Rublev mostrou o porquê de ser um dos membros com maior destaque da denominada ATP Next Gen e um enorme sangue frio quando encarou um match point a 4-5 da terceira partida perante o argentino Guido Pella (#64 ATP).

O encontro foi sempre de alto nível e, acima de tudo, de uma enorme consistência por parte de Rublev. Do outro lado, o argentino Pella fez pela vida, protagonizou uma enorme batalha e conseguiu equilibrar a contenda a partir da segunda partida, mas caiu ao final de quase 2 horas e meia pelos parciais de 6-2, 4-6 e 7-6(2).

Esta será a segunda final ATP da carreira para o jovem Andrey Rublev, que saiu vencedor na primeira, em 2017, no ATP 250 de Umag. A vitória garante a subida do russo para o lote dos 32 melhores da hierarquia mundial, o que significa um novo máximo de carreira e, muito provavelmente, a presença na lista de cabeças de série do Australian Open.

Já Guido Pella falha, assim, o acesso à terceira final da carreira e continuará ainda à esperar de levantar pela primeira vez na carreira um troféu de nível ATP. Leva, no entanto, 90 pontos para o ranking e um regresso ao top 60.

A final do ATP 250 de Doha será disputada este sábado entre Rublev e o irreverente francês Gael Monfils, que avançou diretamente para a final após desistência de Dominic Thiem. O tenista austríaco não conseguiu disputar o encontro por ter sido atacado por uma forte gripe, mas deverá recuperar a tempo de disputar o Australian Open sem grandes problemas.

Total
1
Shares

Leave a Reply

Total
1
Share