Maria Sharapova vai regressar ao top 50 mundial pela primeira vez desde a suspensão

Maria Sharapova
O último encontro disputado pela russa nessa condição foi em janeiro de 2016, no Australian Open

Maria Sharapova começa o ano da melhor forma: a tenista russa já está nas meias-finais do WTA de Shenzhen, na China, e assim garante o regresso ao top 50 mundial — onde já não figura desde que foi suspensa por acusar positivo num controlo anti-doping.

Ao acusar positivo à substância meldonium num teste realizado durante o Australian Open de 2016 (em janeiro), a tenista russa ficou interdita de competir até abril de 2017, quando pôde regressar no torneio de Estugarda. Por isso, durante 16 meses não pontuou (o que ganhou em Melbourne foi-lhe retirado) e isso levou-a a perder a sair da classificação WTA.

Terminado o período de suspensão — e, consequentemente, de muita espera –, Sharapova voltou pronta a escalar na hierarquia. E assim o fez, mesmo se pelo meio enfrentou contratempos na anca e no braço. A 9 de outubro de 2017, regressou ao top 100 e no final do ano aparecia na 59.ª posição.

Pelo que a próxima segunda-feira será, também, motivo de celebração: ao derrotar Zarina Diyas, por 6-3 e 6-3, para atingir as meias-finais em Shenzhen, a ex-número 1 mundial garantiu pontos suficientes para começar o ano a regressar ao top 50, onde não figura desde a semana de 27 de junho de 2016 (na seguinte, desceu para 96.ª).

Total
2
Shares

Leave a Reply

Total
2
Share