Diretor do torneio de Moscovo recusa dar wild card a Caroline Garcia

Numa altura em que ainda há uma vaga em aberto para o Masters de Singapura e, por isso, todos os pontos contam, Caroline Garcia terá visto recusado um wild card para disputar, na próxima semana, a Kremlin Cup (Moscovo) — torneio de categoria Premier.

De acordo com Alexei Selivanenko, vice-presidente da Federação Russa de Ténis e diretor do torneio moscovita, a organização privilegia as tenistas locais na distribuição de wild cards.

“Uma vez que Caroline Garcia não estava no top 20 no final da época passada, ela não pode solicitar um wild card [regra do ‘top 20 wild cards‘, que consta no regulamento da WTA]. Todos os wild cards pertencem à Federação Russa de Ténis, que dá preferência às nossas jogadoras”, afirmou o dirigente, citado pelo website russo Championat.

Recorde-se que a tenista francesa desistiu do torneio de Tianjin (a jogar-se esta semana), depois de ter averbado de forma consecutiva os títulos de campeã dos torneios de Wuhan e Pequim. Caroline Garcia e Johanna Konta são as duas jogadoras em busca do último lugar disponível no WTA Finals.

João Correia
Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade.