Simona Halep: “As minhas pernas tremiam no último ponto”

Fotografia: China Open

Simona Halep conseguiu neste sábado aquilo que há muito perseguia: alcançar a liderança do ranking mundial. O feito teve lugar em Pequim e foi registado às custas de um triunfo por 6-2 e 6-4 frente a Jelena Ostapenko, numa reedição da final deste ano de Roland Garros.

Em conferência de imprensa, a romena de 26 anos classificou o momento como sendo “o melhor” da sua vida. “Não posso descrever o que sinto. É o melhor momento da minha vida e apenas quero conservá-lo. O meu sonho tornou-se realidade”, confessou.

O duelo entre Halep e Ostapenko durou uma hora e 15 minutos e a (ainda) número 2 mundial acusou (naturalmente) alguns nervos na parte final. “No final, no último ponto, as minhas pernas tremiam. É normal. Mas desta vez consegui controlar o momento e lidar bem com ele. Foi, talvez, a primeira vez que chorei lágrimas de alegria num court“, admitiu.

Na final do torneio chinês, Simona Halep vai medir forças com a vencedora da segunda meia-final, que tem como intérpretes a checa Petra Kvitova e a francesa Caroline Garcia.

João Correia
Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade.