US Open: Dominic Thiem não esteve para brincadeiras na estreia

Fotografia: US Open

Foi num piscar de olhos que ganhou vantagem e foi de forma ainda mais rápida que Dominic Thiem regressou ao court na manhã desta quarta-feira em Nova Iorque para se apurar para a segunda ronda do US Open. O tenista austríaco é, assim, o primeiro vencedor de um dia que promete ser muito, muito preenchido (87 encontros agendados).

Frente a frente com o ainda muito novo (18 anos) Alex De Miñaur, finalista de Wimbledon em juniores há cerca de um ano e que recentemente venceu o Future da Póvoa de Varzim (15.000 dólares) frente a Frederico Silva, o tenista austríaco não deu hipóteses ao australiano, vencendo por claros 6-4, 6-1 e 6-1.

Concluída em menos de duas horas, a partida viu o número 8 mundial cortar praticamente todos os argumentos ao 186.º do ranking, que pouco espaço teve para dar um pouco do seu espetáculo e muito menos por aquela que seria a sua segunda vitória em torneios do Grand Slam, depois de ter vencido um encontro no Australian Open.

Presente na segunda ronda do US Open pela quarta vez em quatro participações, Dominic Thiem terá como próximo adversário ou o cipriota Marcos Baghdatis ou o norte-americano Taylor Fritz. Ao contrário do seu, esse encontro não chegou a começar na jornada de terça-feira (fortemente perturbada pela chuva).

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."