Os primeiros vencedores do US Open 2017

Deu-se início esta segunda-feira ao quarto e último Major da temporada, o US Open e tal como tem sido hábito nos torneios do Grand Slam, o Raquetc apresenta-lhe os primeiros vencedores em Flushing Meadows.

Numa jornada que arrancou às 16 horas de Portugal Continental foi no encontro entre Kristyna Pliskova e a estreante na prova Misa Eguchi que surgiu o primeiro ponto, primeiro jogo, o primeiro set e o primeiro encontro concluído. A japonesa foi primeira na edição de 2017 a conquistar um ponto, acabando também por concluir com sucesso o jogo inaugural de serviço.

Já o set e o encontro acabaram por cair para o lado da irmã gémea da número um mundial, que avançou para a segunda ronda ao vencer a 316.ª WTA por 6-2 e 6-2 ao fim de 57 minutos.

No que diz respeito ao primeiro break da presente edição, foi a holandesa Richel Hogenkamp a adiantar-se neste capítulo, ao quebrar o serviço de Arina Radionova logo no jogo inaugural.

A primeira rodinha de bicicleta, também veio por parte de uma mulher, neste caso Caroline Garcia, que foi também a primeira cabeça de série a avançar em Nova Iorque, despachando a checa Tereza Martincova por 6-0 e 6-1.

Se em todos os pontos anteriores foram as mulheres as primeiras, o tie-break de estreia foi disputado num encontro masculino, entre Dmitry Tursunov e Cameron Norrie, sendo que o britânico acabou por sair por cima ao vencer o tie-break do primeiro set por 9-7.

Deste mesmo encontro também saiu o primeiro vencedor masculino, com Norrie a beneficiar da desistência do tenista russo quando liderava por 7-6(7) e 6-1.

Também o quadro masculino viu um dos seus 32 cabeças de série cair em primeiro lugar, neste caso o último deles, Robin Haase, que foi eliminado na estreia por 6-3, 7-5 e 6-3 diante de Kyle Edmund.

Minutos depois foi a vez do quadro feminino perder a 32.ª candidata ao título, Lauren Davis. A norte-americana foi derrotada pela compatriota Sofia Kenin por 7-5 e 7-5.

Por fim o primeiro tenista masculino que defende um estatuto de pré-designado a avançar foi Pablo Carreño-Busta, responsável pela eliminação de Evan King em parciais diretos (6-3, 6-2 e 7-6[5])

Francisco Semedo
Licenciado em Turismo e a tirar Mestrado em Ciências da Comunicação, desde cedo se interessou pelo ténis. Começou aos 9 e desde então tem um olhar atento e constante de tudo o que se passa naquela que considera ser a melhor modalidade a todos os níveis.