Halep e o encontro com Sharapova: “Sinto que estou melhor hoje e estou pronta para voltar a enfrentá-la”

A romena Simona Halep viu o sorteio do quadro principal do US Open ditar um confronto com a russa Maria Sharapova, campeã em 2006, no que será o jogo cabeça de cartaz da ronda inaugural do Grand Slam norte-americano.

As duas tenistas defrontaram-se pela última vez em 2015, em Singapura, e o confronto direto não é propriamente favorável a Halep — perdeu os seis encontros frente a Sharapova — que, ainda assim, se sente preparada para o desafio. “Sinto que estou melhor hoje e estou pronta para voltar a enfrentá-la, não importa qual o resultado final. Apenas quero mudar alguma coisa e talvez possa ganhar. Vamos ver”, começou por dizer a tenista de 25 anos.

“Já estive perto [de derrotar Sharapova] várias vezes. Não sei exatamente o que dizer sobre este assunto mas é complicado porque ela joga muito no risco e talvez nos momentos mais importantes nos jogos contra ela eu não tenha conseguido elevar o nível e aproveitar as oportunidades”, continuou Halep, que afirmou ainda ter tido uma reação “normal” ao sorteio até porque “este ano os sorteios foram quase todos difíceis”.

À entrada para o último Major da época, Simona Halep faz parte de uma lista de oito tenistas que podem sair de Flushing Meadows com o primeiro lugar do ranking mundial, algo que a atleta nascida em Constanta esteve perto de alcançar em Roland Garros, em Wimbledon e, mais recentemente, em Cincinnati, onde perdeu na final para a espanhola Garbiñe Muguruza.

“Bem, em Paris estive muito perto, assim como em Wimbledon. Mas não posso dizer que tenha estado perto na final de Cincinnati porque o resultado foi pesado e portanto não estive perto. Já não penso mais sobre isso, já pensei o suficiente. Pensei demasiado sobre o assunto e talvez tenha sentido a pressão nos momentos decisivos portanto agora não importa. Toda a gente pode chegar ao primeiro lugar e, se for eu, é porque o mereci. Se não for, não o mereci. Vamos ver”, concluiu.

A estreia de Simona Halep no torneio norte-americano está agendada para esta segunda-feira, dia em que arrancam os quadros principais da prova, com a romena a defrontar Maria Sharapova no jogo que encabeça a sessão noturna.

Daniel Sousa
Adepto do desporto em geral mas com especial carinho pela "bolinha saltitona". O bichinho surgiu ainda Rafael Nadal não tinha mangas e não mais saiu. Chegada a oportunidade do Raquetc, juntamente com a minha ambição de ser jornalista, foi fácil aceitar juntar-me à equipa.