Acapulco. Wawrinka dispara 35 ases para afastar Tiafoe em jogo épico

O helvético Stan Wawrinka entrou a ganhar no Abierto Mexicano Telcel presentado por HSBC, na cidade mexicana de Acapulco. O número 16 mundial enfrentou o norte-americano Frances Tiafoe (#82 ATP) e, ao fim de uma batalha épica que durou quase três horas, saiu vencedor com os parciais de 6-3, 6-7(4) e 7-6(1).

Depois de um primeiro parcial onde um break foi suficiente para que Wawrinka se adiantasse no marcador, Tiafoe viu-se obrigado a responder. O norte-americano teve cinco pontos de break logo no segundo jogo – e salvou três no nono jogo – mas só no tie-break conseguiu arrancar a vitória no segundo parcial e forçar uma terceira partida.

No terceiro set, Tiafoe foi o primeiro a espreitar a quebra de serviço, mas não concretizou nenhum dos dois pontos de break que surgiram no sétimo jogo. O norte-americano teve depois que salvar quatro match points ao serviço, antes de cair num tie-break completamente dominado por Wawrinka, que teve no serviço a maior arma. O helvético disparou 35 ases e venceu 93% dos pontos disputados com o primeiro serviço, num encontro em que ainda salvou os nove pontos de break que enfrentou.

Apurado para a segunda ronda, o terceiro cabeça de série aguarda pelo vencedor do confronto entre o moldavo Radu Albot (#69) e o espanhol Pedro Martínez (#113).

Abierto Mexicano Telcel presentado por HSBC
Resultados de segunda-feira

1.ª Ronda:
Kyle Edmund
d. Feliciano López, 6-4 e 6-1
[3] Stan Wawrinka d. Frances Tiafoe, 6-3, 6-7(4) e 7-6(1)
[Q] Marcos Giron d. [WC] Gerardo Lopez Villasenor, 6-4 e 7-6(3)
Miomir Kecmanovic d. Alex De Minaur, 3-6, 6-4 e 6-3
Adrian Mannarino d. [WC] Cameron Norrie, 2-6, 6-3 e 6-3
[Q] Tommy Paul d. [PR] Mackenzie McDonald, 6-7(4), 6-4 e 6-4

Daniel Sousa
Adepto do desporto em geral mas com especial carinho pela "bolinha saltitona". O bichinho surgiu ainda Rafael Nadal não tinha mangas e não mais saiu. Chegada a oportunidade do Raquetc, juntamente com a minha ambição de ser jornalista, foi fácil aceitar juntar-me à equipa.