Número 78 do mundo suspenso por acusar positivo num controlo anti-doping

É a notícia do dia e, para já, do ano: Nicolás Jarry foi suspenso provisoriamente pelo Programa de Anti-Doping da Federação Internacional de Ténis depois de acusar positivo num controlo anti-doping levado a cabo durante as Davis Cup Finals, em Madrid.

Número 38 do mundo em julho, o tenista chileno de 24 anos acusou positivo a metabólito e estanozolol, substâncias que ajudam, respetivamente, ao fortalecimento dos músculos e funcionam como esteróides.

Num comunicado publicado instantes depois do anúncio da ITF ser feito, Nicolás Jarry defendeu-se e disse “os níveis destas substâncias que foram encontrados são tão baixos que equivalem a trilionésimos de uma grama” e considerou-se “totalmente inocente”, adiantando que “tudo indica que se trata de uma contaminação cruzada de multivitaminas feitas no Brasil que o meu médico me recomendou e eu tomei porque me foi garantido que estavam livres da lista de substâncias proibidas.”

Como sempre em situações desta natureza, Jarry tem o direito de recorrer da decisão mas a Federação Internacional de Ténis indicou que ainda não o fez. Até serem conhecidos mais desenvolvimentos o jogador natural de Santiago do Chile ficará impedido de competir, o que muito provavelmente significará que vai falhar o novo ATP 250… De Santiago do Chile.

Atualizado às 16h00.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."