“Muito contente”, Frederico Silva reconhece que “não estão as condições ideais para se praticar desporto”

Frederico Silva teve de lutar durante 2h32 pela primeira vitória da carreira no Australian Open e para além das naturais dificuldades de um encontro deste nível teve ainda de superar outro obstáculo: as difíceis condições climatéricas em que o Australian Open arrancou devido ao fumo que desde a madrugada perturba e muito a cidade de Melbourne. De tal forma que a população foi aconselhada a não sair à rua…

Em declarações ao Raquetc depois de carimbar a primeira vitória portuguesa do ano em Melbourne Park, o jogador natural das Caldas da Rainha partilhou a natural satisfação com o resultado. “Estou muito contente pela vitória no regresso aos Grand Slam! Não foi dos meus melhores jogos em termos de nível mas o mais importante foi ter ganho. Tenho confiança de que no próximo jogo estarei com mais ritmo e que vou jogar melhor. Agora vou concentrar-me em recuperar porque o jogo foi exigente fisicamente.”

Sobre as condições, Frederico Silva — que em 2019 viveu a melhor temporada da carreira, ainda que só tenha conseguido competir livre de mazelas físicas a partir de maio — afirmou que “o ar sente-se bastante pesado e parece que fica mais calor por isso. Certamente não estão as condições ideais para se praticar desporto de alta competição mas tenho a certeza de que a organização estudou bem a situação antes de deixar que os jogos começassem.”

Para além de Frederico Silva, também João Domingues selou, cerca de uma hora depois, a presença na segunda eliminatória e a eles pode ainda juntar-se Pedro Sousa, o quarto e último português a ir a jogo numa madrugada “de loucos” (João Sousa entrou igualmente em ação mas em Auckland e saiu derrotado).
Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."