Federer diz que está disposto a jogar para lá de 2020: “Porque não?”

Aos 38 anos, Roger Federer está (quase) pronto para começar mais uma temporada no circuito ATP e apesar da idade não descarta continuar a jogar para lá do próximo ano.

“2020 está programado, em relação a 2021 ainda não sei porque falta muito tempo mas se tiver a possibilidade de jogar e tudo encaixar então porque não?”, respondeu o suíço numa conferência de imprensa em Nova Iorque, para onde viajou depois de uma semana a defrontar Alexander Zverev na América do Sul.

“Se a minha família estiver saudável e feliz, se a minha mulher sentir o mesmo que eu, o que é importante porque nada funciona sem uma mulher e filhos felizes, uma vida feliz… Tudo começa aí e, claro, passa pelo estado do meu corpo e pelos resultados. Não costumo pensar um ano e meio à frente, normalmente planeio com um ano de antecedência e vou avançando”, completou o número 3 do mundo.

Concluída a semana de exibições — de que se destacaram o encontro cancelado em Bogotá e o recorde do mundo na Cidade do México — Roger Federer vai tirar uns dias de férias antes de começar a preparar a temporada de 2020.

O calendário terá várias reservas para não sobrecarregar o corpo, mas tal como na época anterior voltará a incluir a ida a Roland Garros. Um dos grandes objetivos do helvético serão os Jogos Olímpicos de Tóquio, em agosto.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."