Dois anos depois, Portugal repete presença nas duas finais do Campeonato da Europa de Padel

PAHD

LISBOA — Pela segunda vez consecutiva, as seleções nacionais feminina e masculina estão apuradas para as finais do Campeonato da Europa de Padel. Em 2017 no Clube de Ténis do Estoril, em 2019 no Lisboa Racket Centre.

Tal como nos dias anteriores, também esta sexta-feira as vitórias de Portugal foram seladas de forma tranquila — e curiosamente contra a Suécia quer no quadro feminino, quer no masculino.

A única mancha negativa num dia tão positivo para as cores portuguesas foi a realização em simultâneo de ambas as meias-finais, uma decisão que retirou ambiente e emoção às duas equipas portuguesas.

No torneio feminino, Sofia Araújo e Diana Silva conquistaram o primeiro ponto ao derrotarem Baharak Soleymani e Amanda Girdo por 6-2 e 6-1. Depois, Ana Catarina Nogueira e Kátia Rodrigues selaram a vitória com um triunfo em três sets, assinado com os parciais de 6-1, 6-7(4) e 6-0 frente a Sofia Arvidsson e Antonette Andersson.

A equipa masculina selou a passagem à final graças aos triunfos de Diogo Schaefer e João Bastos (por 7-5 e 7-5 contra Calle Knutsson e Simon Vasquez) e Miguel Oliveira e Vasco Pascoal (que derrotaram Daniel Windahl e Pablo Figueroa por 6-2 e 6-1).

Em ambos os casos, Portugal vai ter de esperar pelos desfechos entre Espanha e Bélgica para conhecer as adversárias nas finais. Caso se confirme o favoritismo do país vizinho, serão reedições das finais que em 2017, no Clube de Ténis do Estoril, resultaram no domínio espanhol.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."