Seleção masculina portuguesa nas meias-finais do Campeonato da Europa de Padel

LISBOA — Meias-finais em duplas femininas, meias-finais em duplas masculinas, meias-finais por equipas femininas e, agora, meias-finais por equipas masculinas. O primeiro Campeonato da Europa de Padel organizado pela European Padel Association, no Lisboa Racket Centre, está a correr de feição às cores da casa.

O domínio das seleções nacionais portuguesas já era esperado, mas ainda assim era necessário passá-lo do papel à prática e foi isso que os representantes nacionais fizeram na tarde desta quinta-feira: tal como na fase de grupos, Portugal não perdeu nenhum encontro e derrotou a Polónia por 3-0 para chegar às meias-finais.

Os primeiros a entrarem em ação foram Miguel Oliveira e Ricardo Martins, curiosamente dois dos jogadores apurados para as meias-finais na competição de duplas, que derrotaram tranquilamente Lukasz Cyranski e Maciej Naduk, por 6-1 e 6-0.

A qualificação de Portugal foi garantida por Francisco Neves e João Magalhães, que com os parciais de 6-0 e 6-2 frente a Marcin Maszczyk e Wladislaw Sredniawa assinaram o triunfo necessário para a equipa das quinas seguir em frente.

No court central do Lisboa Racket Centre (instalado por cima do court central de ténis) houve ainda tempo para o terceiro e último encontro, mas apenas para cumprir o programa. Diogo Rocha e Vasco Pascoal também não sentiram dificuldades e superaram Jakub Słowiński e Bartosz Rosłoński com 6-1 e 6-2.

Nas meias-finais, Portugal vai defrontar a seleção vencedora do duelo entre Suécia e Dinamarca. Na jornada anterior, a equipa feminina também já tinha garantido o acesso direto às meias-finais ao terminar o Grupo B na primeira posição, ficando à espera do desfecho da eliminatória entre Suécia e Suíça.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."