Campeã em título, Elina Svitolina alcança segunda decisão consecutiva no WTA Finals

Pelo segundo ano consecutivo, Elina Svitolina está apurada para o derradeiro encontro do WTA Finals — o “Masters” do circuito feminino que em 2019 se joga pela primeira vez na cidade chinesa de Shenzhen.

A tenista ucraniana recuperou da desvantagem de um set e beneficiou da desistência de Belinda Bencic (que foi assistida à perna direita, à zona lombar e ainda tentou resolver sozinha um problema no pé direito) quando já vencia por 5-7, 6-3 e 4-1.

A desistência da jovem suíça, uma estreante na competição que reúne as oito melhores jogadoras do ano, foi a quarta da semana — um número que reforça os argumentos dos que criticam o tamanho da temporada e dá contornos de “jogos da superação” a um evento que tem habituado os espetadores a duelos muito equilibrados.

Com a 10.ª vitória consecutiva no WTA Finals, Elina Svitolina fica a um passo de erguer o troféu de campeã pelo segundo ano consecutivo e evitar terminar uma temporada sem a conquista de qualquer título pela primeira vez desde que se estreou a vencer torneios no circuito feminino, corria o ano de 2012.

A número 8 do mundo terá de ficar à espera da vencedora do encontro entre as duas melhores classificadas em prova: a líder do ranking Ashleigh Barty e a segunda classificada Karolina Pliskova, que se defrontam ainda este sábado.

Última atualização às 12h46.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."