Francisca Jorge prolonga invencibilidade em Lousada com a conquista do terceiro título

Um, dois, três.

Em três torneios do circuito internacional disputados no Lousada Ténis Atlântico, Francisca Jorge (525.ª WTA) sagrou-se campeã por três vezes.

A melhor tenista portuguesa da atualidade regressou esta semana ao palco onde há exatamente um ano conquistou os dois primeiros títulos de singulares da carreira no circuito ITF e voltou a ser muito feliz, ao derrotar a francesa Carole Monnet (803.ª) por 4-6, 7-6(6) e 6-4 para arrecadar mais um título.

Primeira cabeça de série do primeiro de dois torneios de 15.000 dólares jogados em Lousada, a tenista vimaranense de 19 anos só foi verdadeiramente testada na final deste domingo — e de que maneira: não só perdeu o primeiro set como se viu por duas vezes forçada a servir para não perder o encontro, desenvencilhando-se de ambas as ocasiões com categoria para forçar o tie-break (onde liderou por 5-1 mas tremeu e perdeu toda a vantagem) que acabou por ditar o igualar da final.

Na terceira partida, Francisca Jorge até foi a primeira a quebrar o serviço à adversária, mas perdeu de imediato a diferença no marcador e só conseguiu voltar a ganhar vantagem ao nono jogo. Aí, resistiu à pressão e ao segundo match point fechou a contenda para agarrar o troféu que significa o terceiro título da carreira.

Este ano, a jogadora do Clube de Ténis de Guimarães, que treina no Centro de Alto Rendimento da Federação Portuguesa de Ténis, já tinha disputado uma final de singulares, em Montemor-o-Novo, onde a vitória final lhe escapou.

E na jornada de sábado tinha-se sagrado vice-campeã de pares deste mesmo Lousada Indoor Open I, ao perder, com a espanhola Olga Parres Azcoitia, a decisão por 6-3 e 7-5 para as também espanholas Celia Cervino Ruiz e Angeles Moreno Barranquero.

Com este resultado, a tricampeã nacional absoluta prolonga para 15 o número de vitórias consecutivas em quadros principais de singulares de torneios ITF em Lousada. O próximo passo começa já na segunda-feira, quando der início à participação no segundo e último evento no local, onde terá novamente a tarefa de defender o título conquistado há um ano — e novamente como primeira cabeça de série.

Última atualização às 14h02.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."