Ex-top 30 afasta João Sousa na segunda ronda do Masters 1000 de Xangai

Dois dias depois de ter carimbado o acesso à segunda ronda pela primeira vez, João Sousa queria ir mais longe e inscrever o nome nos oitavos de final do ATP Masters 1000 de Xangai, na China. Mas o número um nacional acabou por ser travado por um jogador que, tal como ele, já esteve no top 30 do mundo.

Num duelo equilibrado, o melhor tenista português de todos os tempos conseguiu resistir durante os primeiros jogos de cada set mas perdeu terreno nas fases finais, em que Vasek Pospisil (que depois de uma longa ausência devido a uma lesão nas costas é o 248.º mas já chegou a ser 25.º) soube explorar o serviço de Sousa para fazer a diferença e assim assinar a vitória com os parciais de 6-3 e 7-5.

Apesar da derrota em singulares, João Sousa (que esta semana figura no 63.º posto) vai continuar em Xangai para disputar a variante de pares. Curiosamente, o vimaranense de 30 anos joga ao lado de Diego Schwartzman, a “vítima” de Vasek Pospisil na eliminatória inaugural do torneio.

Os primeiros adversários do português e o argentino são Jean-Julien Rojer e Horia Tecau, sétimos candidatos ao título.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."