João Sousa reencontra adversário de (muito) boas memórias na segunda ronda em Xangai

João Sousa já fez o que nunca tinha conseguido em Xangai — ultrapassar uma ronda no quadro principal de singulares — mas quer ir mais longe e continuar a somar vitórias e pontos naquele que é o penúltimo ATP Masters 1000 da temporada.

Depois de um top 50, o sorteio ditou que o número um português podia medir forças com um jogador do top 20 na segunda eliminatória, mas Vasek Pospisil surpreendeu Diego Schwartzman (14.º favorito) e será, assim, o próximo oponente do tenista vimaranense de 30 anos.

Ex-número 25 do mundo (em janeiro de 2014) e especialista em superfícies rápidas, o canadiano ocupa atualmente o 248.º lugar depois de uma longa ausência devido a uma lesão nas costas e está a jogar o torneio com o ranking protegido.

O duelo na segunda ronda será o quinto da história entre João Sousa e Vasek Pospisil, com o tenista português a liderar de forma clara o frente a frente: venceu todos os encontros realizados até à data, primeiro em Roland Garros e Valência 2015, depois em Miami 2016 (quando o canadiano até serviu para o encontro no segundo set) e, por fim, em Chengdu 2018 (encontro em que Pospisil teve dois match points no próprio serviço).

Caso ultrapasse mais este desafio em Xangai, João Sousa ascenderá ao 56.º lugar do ranking e ficará cada vez mais próximo de terminar mais uma temporada entre os 50 melhores jogadores do mundo. No que diz respeito ao torneio, ficaria à espera de Daniil Medvedev ou Cameron Norrie/Gilles Simon (que ainda têm de medir forças para decidir qual deles enfrenta o finalista do US Open na segunda ronda).

Última atualização às 10h11.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."