Tsitsipas volta a jogar muito e derrota Zverev para chegar à quinta final só este ano

Uma, duas, três, quatro, cinco finais para Stefanos Tsitsipas em 2019.

O campeão em título do Millennium Estoril Open reencontrou o melhor ténis em plena cidade de Pequim e este sábado somou a terceira vitória consecutiva sobre Alexander Zverev (agora por 7-6[6] e 6-4) para chegar ao encontro decisivo do ATP 500 chinês, onde vai desafiar o primeiro cabeça de série Dominic Thiem.

Numa meia-final ao mais alto nível entre dois dos jogadores mais entusiasmantes — e entretanto titulados — a nova geração, que foi também um reencontro entre dois colegas de equipa na Laver Cup, o carismático tenista grego só esteve mal no início do encontro, ao ceder o serviço no jogo inaugural.

A partir daí, e confirmando o que já se tinha visto nas rondas anteriores, o sétimo classificado na hierarquia ATP conseguiu recuperar a confiança e apertou Zverev, que tentou de tudo um pouco mas não conseguiu encontrar soluções para o travar.

À procura do terceiro título do ano (e mais importante da carreira) na quinta final que disputa, Stefanos Tsitsipas vai ter como adversário o primeiro cabeça de série, Dominic Thiem. O austríaco, número cinco do mundo, nem entrou bem nas meias-finais, mas conseguiu agarrar-se com unhas e dentes ao encontro e dar a volta a Karen Khachanov, que chegou a estar a apenas dois pontos da vitória mas acabou derrotado pelos parciais de 2-6, 7-6(5) e 7-5.

A final de Pequim também será a quinta do ano para Dominic Thiem, com a diferença de que o já mais experiente tenista austríaco conta com três títulos (um no ATP 250 de Kitzbuhel, outro no ATP 500 de Barcelona e um outro no Masters 1000 de Indian Wells) e foi pelo segundo ano consecutivo vice-campeão de Roland Garros.

Última atualização às 17h18.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."