Super-favorito Djokovic e qualifier Millman marcam encontro na final de Tóquio

De um lado o super-favorito, do outro a grande surpresa da semana. Novak Djokovic e John Millman saíram por cima das meias-finais e vão estar frente a frente na grande final do Rakuten Japan Open Tennis Championships, o ATP 500 que se joga em Tóquio e é o maior torneio de ténis organizado em solo japonês.

A disputar o quarto encontro da semana, Novak Djokovic alinhou a exibição mais autoritária de todas para passar com elegância por David Goffin (15.º) graças aos parciais de 6-3 e 6-4, num encontro em que o rumo dos acontecimentos nunca esteve em cima da mesa. Com o triunfo, o líder do ranking garantiu a presença numa final de singulares pela 110.ª vez na carreira e parte em busca do 76.º título.

Ligeiramente mais equilibrada foi a outra meia-final, mas também aí se assistiu a uma vitória em dois sets. John Millman, que perdeu muitos pontos ao ser derrotado por Rafael Nadal na primeira ronda do US Open (tinha a defender os quartos de final alcançados na edição de 2018, em que protagonizou a grande surpresa do torneio ao afastar Roger Federer), teve de passar pela fase de qualificação e desde aí tem vindo a elevar cada vez mais o nível de jogo.

Este sábado, já com vitórias sobre Bradley Klahn, Tatsuma Ito, Adrian Mannarino, Lloyd Harris e Taro Daniel “no bolso”, superou o gigante Reilly Opelka — que tal como ele passou pelo Millennium Estoril Open deste ano — em duas partidas, parciais de 6-3 e 7-6(4).

A final de domingo será o terceiro encontro da história entre John Millman e Novak Djokovic, que venceu os dois primeiros encontros em parciais diretos: 6-2 e 6-1 na primeira ronda do torneio do Queen’s Club, em junho de 2018, e meses mais tarde por 6-3, 6-4 e 6-4 nos quartos de final do US Open.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."