Matilde Jorge inverte desvantagem e ganha o primeiro ponto WTA da carreira no Santarém Ladies Open

Um dia depois de Matilde Morais, também Matilde Jorge tem razões para celebrar: a tenista vimaranense de 15 anos entrou a ganhar no quadro principal de singulares do ITF de Santarém e assim conquistou o primeiro ponto WTA de uma ainda muito curta carreira no circuito profissional.

A jogar apenas o quarto torneio no circuito ITF, a nova jogadora do Centro de Alto Rendimento da Federação Portuguesa de Ténis aproveitou da melhor forma o wild card que lhe foi atribuído e derrotou a qualifier irlandesa Ruth Copas (de 23 anos e sem ranking mundial) depois de perder o primeiro set, com os parciais de 2-6, 6-2 e 6-1.

Recém-finalista de singulares do Campeonato Nacional Absoluto — onde, ao lado da irmã Francisca Jorge, conquistou o título na variante de pares pela segunda vez consecutiva —, Matilde Jorge conseguiu começar a fazer moça com a resposta ao serviço a partir da segunda partida e passou de 0 break points no parcial inaugural para 4 (todos eles convertidos) no segundo e 3 (dos quais concretizou dois) no terceiro.

Com esta vitória, a tenista natural de Guimarães marca presença na segunda ronda de um torneio internacional pela primeira vez na carreira. Como próxima adversária, a mais nova das irmãs Jorge poderá ter uma compatriota — mas para isso é necessário que Sara Lança consiga surpreender a quinta cabeça de série, Olga Parres Azcoitia.

Recorde-se que na jornada de terça-feira já tinham seguido em frente quatro jogadoras lusas: Francisca Jorge, Maria Inês Fonte, Inês Murta e Matilde Morais.

Curiosamente, praticamente ao mesmo tempo que Matilde Jorge também Tomás Luís — em Tavira — garantiu a conquista do primeiro ponto da carreira.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."