João Sousa enfrenta estrela da casa no regresso a Tóquio

Chengdu Open

Depois de duas boas semanas em torneios da primeira categoria do circuito ATP, João Sousa já conhece o primeiro adversário no regresso aos ATP 500: o melhor tenista português de todos os tempos está de regresso a Tóquio e vai medir forças com Yoshihito Nishioka.

Semifinalista em São Petersburgo (na Rússia) e quartofinalista em Chengdu (na China), o número um nacional e 62.º classificado ATP terá pela frente o tenista nipónico pela segunda vez na carreira — e segunda este ano, depois de ter perdido em três sets (por 6-4, 0-6 e 6-4) na ronda de acesso ao quadro principal do Masters 1000 de Cincinnati, nos EUA.

Caso consiga ultrapassar o atual 60.º classificado da hierarquia mundial, João Sousa defrontará na segunda ronda ou o polaco Hubert Hurkacz ou o francês Lucas Pouille, quinto pré-designado. E se conseguir ir mais longe pode reencontrar o sérvio Novak Djokovic, líder do ranking, nos quartos de final.

Esta será a quarta participação de João Sousa no quadro principal de singulares do ATP 500 de Tóquio, onde tem como melhor prestação a chegada aos quartos de final em 2016. Nessa edição, começou por derrotar Martin Klizan, beneficiou da desistência de Kei Nishikori quando perdia por 3-4 no primeiro set e só cedeu em três partidas (1-6, 7-5 e 6-2) para David Goffin.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."