Fred Gil conquista o 20.º título de singulares da carreira em São Brás de Alportel

SÃO BRÁS DE ALPORTEL — À segunda foi de vez para Frederico Gil: um ano depois de perder a final da edição inaugural do SBA Tennis Open, o jogador português sagrou-se campeão da segunda e ergueu o 20.º título de singulares da carreira no circuito internacional.

Primeiro cabeça de série, o tenista sintrense de 33 anos (número 371 ATP e 18 ITF) derrotou o sueco Simon Freund (819.º ATP) por 6-4, 4-6 e 6-1 ao cabo de 2h28 de encontro.

No primeiro set, a diferença fez-se em três jogos: Gil foi o primeiro a quebrar, Freund respondeu de imediato e o português voltou à carga logo de seguida para recuperar a vantagem necessária.

O segundo parcial poderia ter terminado de forma semelhante, uma vez que voltou a ser o tenista “da casa” a quebrar primeiro o serviço do adversário. Mas o jogador sueco — que na jornada de sábado conquistou o título de pares — foi à luta e encontrou as forças necessárias para forçar o set decisivo, onde as forças se esgotaram.

A vitória em São Brás de Alportel traduz-se no segundo título de Fred Gil em torneios de singulares esta temporada, uma vez que já tinha sido campeão em Idanha-a-Nova — lá, perdeu uma outra final, que juntou aos vice-campeonatos em Setúbal e Sintra.

No cômputo geral, este é o 20.º título da carreira para Frederico Gil na variante de singulares — as duas dezenas distribuem-se em 14 a nível ITF/Future e 6 em torneios de categoria Challenger.

Atualizado às 13h55.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."