João Monteiro regressa mas volta a desistir, agora na Beloura

SINTRAJoão Monteiro guarda boas memórias da Beloura Tennis Academy, mas dificilmente guardará a que colecionou na jornada desta quarta-feira, dia em que se viu forçado a desistir em plena estreia no BTA Futures I.

Vencedor de um torneio ITF e campeão nacional absoluto neste mesmo palco na temporada de 2017, o portuense tentou regressar à competição mas revelou não estar recuperado da lesão que contraiu no início de março e desistiu quando perdia por 5-0 para Lucas Poullain.

Este foi o terceiro torneio que João Monteiro disputou desde que se lesionou no pulso, em Faro, e o segundo em que acabou por desistir: já o tinha feito em Loulé, logo na semana seguinte a contrair a lesão. Mais recentemente, disputou o Porto Open e foi travado pelo compatriota Luís Faria na eliminatória inaugural.

O desaire do tenista portuense, que tinha a defender o estatuto de segundo cabeça de série, é a única mancha negra numa jornada que até aqui estava a ser praticamente perfeita para as cores nacionais, uma vez que as únicas derrotas (de Manuel Gonçalves e André Rodeia) aconteceram em encontros 100% portugueses (respetivamente contra Tiago Cação e Fábio Coelho).

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."