João Sousa entra como lucky loser no Masters 1000 de Cincinnati

A aventura de João Sousa (45.º ATP) na variante individual do Western & Southern Open 2019 vai mesmo conhecer um novo capítulo: depois da derrota na última ronda da fase de qualificação, o número um nacional foi repescado para o quadro principal como lucky loser.

Se a desistência de Rafael Nadal não foi por si só suficiente para que o tenista vimaranense chegasse à grelha mais importante do Masters 1000 de Cincinnati, esta segunda-feira houve outro jogador do top 10 a desistir e, assim, a abrir espaço no quadro: Fabio Fognini, que está lesionado no tornozelo esquerdo.

Desta forma, João Sousa entra para o lugar do italiano e já sabe que vai ter pela frente o atual 34.º classificado no ranking ATP: Denis Shapovalov, contra quem ganhou o único encontro que disputou até ao momento (foi logo na primeira semana em que foi a jogo este ano, no ATP 250 de Auckland).

O duelo entre o português e o canadiano está marcado para a tarde desta terça-feira em Portugal Continental (será por volta das 17h) e em jogo está um duelo com Lucas Pouille na segunda eliminatória.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."