João Sousa não perde tempo e chega à última ronda do qualifying em Cincinnati

Estreia segura para João Sousa (45.º ATP) no Westhern & Southern Open: o português venceu em dois sets para avançar à segunda e última ronda da qualificação do ATP Masters 1000 de Cincinnati, onde é um dos principais cabeças de série.

Frente a frente com o ex-número um mundial de juniores Sebastian Korda pela primeira vez, o melhor jogador português de todos os tempos venceu por 6-3 e 6-3 em apenas 1h08.

Forçado a disputar o qualifying daquele que é o último Masters 1000 do ano a acontecer em solo norte-americano, João Sousa esteve irrepreensível: depois de salvar três break points no primeiro jogo do encontro, não voltou a sentir dificuldades na pancada de serviço e com três breaks — um ao oitavo jogo do primeiro parcial e os outros dois já no segundo set, ao 1-1 e ao 5-3 — passou tranquilamente pelo jogador da casa, vencedor do Australian Open de juniores em 2018 e semifinalista de Roland Garros meses depois.

Superada a primeira ronda de qualificação, o pupilo de Frederico Marques fica a apenas um triunfo de chegar ao quadro principal. Para isso, terá de derrotar um jogador do top 100 mundial: ou o japonês Yoshihito Nishioka (76.º) ou o australiano John Millman (65.º).

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."