Ana Catarina Nogueira derrota uma das melhores duplas e chega às terceiras meias-finais

Fotografia: Mijas Open

Pela terceira vez na presente temporada, Ana Catarina Nogueira está qualificada para as meias-finais de um torneio do World Padel Tour, o circuito mundial de padel.

Em Mijas, Espanha, a melhor padelista portuguesa de sempre voltou a somar uma excelente vitória ao lado de Paula Josemaría Martín, desta feita frente a uma das melhores duplas da atualidade: Majo Sánchez Alayeto (número 4 do mundo) e Delfina Brea (número 11 e antiga parceira da portuense), pelos parciais de 6-4, 4-6, 3-1 e desistência das adversárias.

Num encontro de elevada dificuldade, Ana Catarina Nogueira e a parceira espanhola entraram melhor e conseguiram ganhar uma importante vantagem. Mas no segundo set a qualidade da dupla adversária veio ao de cima e o marcador acabou por ficar empatado, sendo necessária uma terceira e decisiva partida para se conhecerem as vencedoras.

Com o equilíbrio como nota dominante, Nogueira e Josemaría conseguiram fugir ao break no jogo inaugural e fazer moça no serviço das adversárias, que acabaram por desistir quando já perdiam por 3-1 devido às cãibras sentidas pela número quatro do mundo.

Com esta vitória, Ana Catarina Nogueira (que é a 16.ª melhor padelista do ranking mundial) e Paula Josemaría Martín (19.ª) chegam pela terceira vez na presente temporada às meias-finais de um torneio do circuito mundial. Em Marbella, numa prova de categoria Master, ficaram-se por essa fase, mas em Bastad foram mais longe e terminaram como vice-campeãs do Euro Finans Swedish Padel Open (categoria Open), naquela que se traduziu como a primeira final da história para um jogador português na “divisão” principal do circuito internacional.

Para repetirem a proeza, a portuguesa e a espanhola terão de superar mais um duro desafio: Marta Marreno e Marta Ortega, nada mais do que a primeira e terceira classificadas da hierarquia mundial, que venceram três das cinco finais que disputaram… Nos últimos cinco eventos em que foram a jogo.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."