João Sousa carimba passaporte para os quartos de final em Bastad

Fotografia: Fernando Correia/Millennium Estoril Open

O regresso de João Sousa à terra batida, depois do brilharete em Wimbledon, continua a correr pelo melhor. Esta quinta-feira, o número um nacional garantiu o apuramento para os quartos de final do ATP 250 de Bastad, ao vencer o sueco Elias Ymer por 4-6, 6-4 e 6-2.

Numa partida equilibrada, João Sousa, que foi finalista da prova em 2014, acabou por ceder o primeiro parcial para o tenista da casa. O vimaranense foi conseguindo vencer os jogos de serviço mas, quando chegou a altura de servir a 4-5 para se manter na discussão do set, acabou por permitir a Ymer adiantar-se no marcador.

A resposta, no entanto, foi imediata. O número um português entrou muito bem na segunda partida e conseguiu rapidamente dois breaks a favor, adiantando-se por 4-0 no marcador. Ainda assim, o tenista orientado por Frederico Marques permitiu uma reação ao sueco, que conseguiu mesmo reduzir para 5-4 e forçar o luso a servir novamente para a conquista do parcial, o que Sousa conseguiu com mestria.

Com a margem de erro cada vez mais reduzida, os dois tenistas mantiveram-se sólidos nos jogos iniciais do terceiro parcial. Porém, Sousa descobriu o caminho para mais uma quebra de serviço ao quinto jogo. O português deu como que a machadada final na confiança de Ymer com o break e não perdeu mais nenhum jogo até ao final, selando o triunfo ao fim de duas horas e 14 minutos.

De volta aos quartos de final de Bastad, onde já tinha chegado em 2016 – na última vez em que disputou a prova -, João Sousa – que consegue aqui a presença nos quartos de final de um torneio ATP pela 30.ª ocasião na carreira – vai agora medir forças com o argentino Federico Delbonis, que afastou Pablo Cuevas – que derrotou Sousa na final de 2014 – por 6-4 e 6-4.

Avatar
Adepto do desporto em geral mas com especial carinho pela "bolinha saltitona". O bichinho surgiu ainda Rafael Nadal não tinha mangas e não mais saiu. Chegada a oportunidade de me juntar ao Raquetc, juntamente com a minha ambição de ser jornalista, foi fácil aceitar juntar-me à equipa.