ET Maia e CT Paço do Lumiar vencem o Campeonato Nacional de Equipas Sub 18

A equipa feminina da Escola de Ténis de Maia e o conjunto masculino do Clube de Ténis do Paço do Lumiar sagraram-se, este sábado, campeões nacionais de juniores. O torneio aconteceu no Clube de Ténis de Alcobaça e reuniu 15 grupos.

Na prova feminina, a ET Maia derrotou o Clube de Ténis Colégio Amor de Deus por 2-1 na grande final, Mafalda Guedes (7-5 e 6-2 a Leonor Oliveira) deu o primeiro ponto à equipa nortenha, mas Matilde Morais (6-0 e 6-0 a Rita Silva) igualou as contas e empurrou a decisão para o duelo de pares, onde Mafalda Guedes e Maria Inês Fonte (6-0 e 6-2 sobre Sana Garakani e Matilde Morais) conseguiram selar a vitória.

Nas meias-finais, o Clube de Ténis Colégio Amor de Deus já tinha derrotado o Clube Escola de Ténis de Oeiras (3-0), enquanto a Escola de Ténis da Maia passou pelo Tennis Lovers Boavista (2-1).

Para trás, na fase de grupos, ficaram o Clube de Ténis de Coimbra (terceiro e último classificado do Grupo 1) e a Vilamoura Tennis Academy (última posição no Grupo 2).

Quanto ao troféu do quadro masculino, foi entregue ao Clube de Ténis do Paço do Lumiar, que na decisão não perdeu um único encontro para o Clube de Ténis do Porto: André Rodeia derrotou Héber Adóis (6-3, 4-6 e 6-1), Tiago Torres venceu Manuel Gonçalves por 6-0 e 6-0 e Bernardo Gândara levou a melhor sobre Bernardo Branco Teixeira com os parciais de 4-6, 6-4 e 6-0.

Nas meias-finais, o CT Paço do Lumiar tinha passado pelo Clube de Ténis de Ovar (5-0), enquanto o CT Porto derrotou o Clube de Ténis de Coimbra, por 5-0.

O CT Torres Novas e o CT Setúbal foram terceiro e quarto classificados do Grupo 1, respetivamente, enquanto no Grupo 2 o terceiro posto ficou a cargo do Lawn Tennis Club da Foz e o CT Montijo terminou na última posição.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."