Nuno Borges e Francisco Cabral conquistam título de pares em Idanha-a-Nova

Sucesso em singulares.
Sucesso em pares.

Nuno Borges teve um sábado perfeito em Idanha-a-Nova uma vez que não só chegou à sua segunda final individual consecutiva, como se sagrou campeão de pares do torneio de 15.000 dólares ao lado de Francisco Cabral.

A dupla nortenha de longa data, que defendia o estatuto de terceira pré-designada, impôs-se numa final 100% portuguesa perante os segundos cabeças de série, Francisco Dias e Gonçalo Falcão, em apenas duas partidas, por 6-4 e 6-3, para conquistar já o quinto título (todos em solo nacional) no circuito profissional.

Desta forma, depois de dois títulos em cada um dos últimos dois anos (em 2017, no já extinto Open de São Domingos e em Setúbal; em 2018, na Póvoa de Varzim e em Castelo Branco), Borges e Cabral dão sequência à sua excelente parceria com mais um título nesta vertente (o quinto para o maiato e o nono para o portuense no geral).

Nuno Borges tem, por isso, a oportunidade de consumar a ‘dobradinha’ em Idanha-a-Nova: para isso terá de derrotar amanhã, domingo, o compatriota Fred Gil numa final de uma prova jogada em território lusitano pela segunda semana consecutiva.

Avatar
Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 3.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante e seguidor de ténis desde a adolescência.