Gonçalo Oliveira falha segundo título de pares consecutivo

Gonçalo Oliveira M

Campeão em Vicenza no último sábado, Gonçalo Oliveira procurava adicionar um segundo título Challenger no espaço de uma semana ao seu palmarés mas acabou por sair vice-campeão de pares do torneio de Poznan.

O tenista portuense de 24 anos de idade, número 102 mundial desta variante e a disputar já a sua sétima final a este nível em 2019, voltou a defender o estatuto de primeiro pré-designado ao lado do bielorrusso Andrei Vasilevski mas desta feita acabou por ceder numa decisão bastante equilibrada, por 7-6(4), 3-6 e 10-8, contra o eslovaco Andrej Martin (seu carrasco nos singulares) e o chileno Hans Podlipnik-Castillo.

Apesar de ter gorado a conquista do seu quarto título da temporada e de agora contar com um registo negativo em finais disputadas em 2019 (3-4), o filho e pupilo de Abílio Oliveira sai da prova polaca com mais uma sempre importante presença numa final e com a garantia de que regressará ao seu melhor ranking de sempre, o 99.º posto ATP.

Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 3.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante e seguidor de ténis desde a adolescência.