Sete anos depois, o Big 3 volta a estar, em simultâneo, nas meias-finais de um Grand Slam

O alinhamento das meias-finais masculinas de Roland Garros ficou definido esta quinta-feira, com as vitórias de Novak Djokovic e Dominic Thiem em dois encontros praticamente de sentido único.

Já apurados estavam Roger Federer e Rafael Nadal, o que significa que esta é a primeira vez que os “Big 3” estão nas meias-finais do mesmo torneio do Grand Slam desde… Roland Garros 2012.

Passaram-se exatamente sete anos desde que Federer, Nadal e Djokovic — os três melhores tenistas da atualidade e, quem sabe, de todos os tempos — inscreveram os nomes em simultâneo na penúltima fase de um destes torneios. Na altura, o sérvio superou o suíço nas meias-finais e foi, depois, travado pelo espanhol no encontro decisivo.

Esta será também a primeira vez desde 2012 que as meias-finais serão preenchidas, exclusivamente, pelos tenistas mais bem classificados da hierarquia masculina. Em janeiro desse ano, no Australian Open, era Novak Djokovic quem liderava e, tal como agora, seguido de Rafael Nadal e Roger Federer. A diferença surge na quarta posição, agora ocupada por Dominic Thiem e não Andy Murray.