João Domingues com rumo definido no regresso ao qualifying de Roland Garros

Fotografia: Margarida Moura/Federação Portuguesa de Ténis

Um ano depois, João Domingues vai regressar a Roland Garros e ficou este domingo a conhecer o primeiro adversário na fase de qualificação. Aos 25 anos, o tenista português persegue o primeiro quadro principal em torneios do Grand Slam.

Único jogador luso com presença assegurada no qualifying do segundo Major do ano — Pedro Sousa desistiu na manhã deste domingo, ficando dependente de terceiros para entrar no quadro principal —, o jogador de Oliveira de Azeméis vai estrear-se contra Viktor Galovic, tenista croata que ocupa a 198.ª posição e que nunca esteve no seu caminho.

Em caso de vitória, João Domingues (que esta semana celebra a melhor classificação da carreira, o 163.º lugar) vai medir forças com o vencedor do encontro entre Jay Clarke (162.º), da Grã-Bretanha, e Alejandro Davidovich Fokina (131.º), o espanhol que brilhou rumo às meias-finais do Millennium Estoril Open e que na capital francesa defende o estatuto de 17.º pré-designado.

Se for sucedido nos dois primeiros encontros, o número três nacional terá como adversário na ronda de acesso ao quadro principal um de quatro jogadores: Yannick Maden (oitavo pré-designado e número 114 do mundo), Noah Rubin (169.º), Jurgen Zopp (177.º) ou Mikael Torpegaard (224.º).

Esta será a sexta participação de João Domingues em torneios do Grand Slam. Nas primeiras quatro (Wimbledon e US Open 2017, Australian Open e Roland Garros 2018), o pupilo de João Antunes, André Podalka, Danyal Sualehe e, mais recentemente, Larri Passos não conseguiu ultrapassar nenhuma eliminatória, mas no Australian Open deste ano esteve muito perto de chegar ao quadro principal: bateu Constant Lestienne e Cem Ilkel antes de ser travado pelo já bem experiente Henri Laaksonen.

Caso não se verifiquem três desistências de jogadores inscritos no quadro principal de singulares até às 10h locais de segunda-feira (menos uma em Portugal Continental), Pedro Sousa não conseguirá entrar na prova e deixará João Domingues e João Sousa (com entrada direta) como os únicos representantes lusos em ação na terra batida parisiense.

Última atualização às 16h31.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."