Vigo Open e Lisboa Crown. Diogo Rocha e Sofia Araújo com saldo positivo

World Padel Tour

A quarta prova do World Padel Tour contou com a participação de várias duplas nacionais e com a presença de vários portugueses na bancada visto ser a prova mais próxima do norte de Portugal, não fosse Vigo situar-se a pouco mais de uma hora da cidade do Porto.

Os dois portuenses mais bem classificados no ranking mundial do World Padel Tour participaram na prova galega e o resultado foi o mesmo: saíram de cena na primeira ronda do quadro principal. Se para Diogo Rocha significou a primeira presença num quadro principal desde a lesão e operação à anca, Ana Catarina Nogueira continua sem dar seguimento ao excelente resultado alcançado no primeiro torneio do ano em Marbella.

Nogui, como era conhecida no mundo do ténis, não tem sido bafejada pela sorte nos últimos torneios e tem jogado com duplas do topo na segunda ronda. Em Vigo não seria excepção, não fosse a portuguesa ter sido derrotada na ronda inicial por uma dupla menos cotada em três duros parciais. Marta Marrero e Marta Ortega, campeãs do torneio de Vigo, seriam as adversárias na segunda ronda.

Por outro lado, temos Diogo Rocha. Depois de uma operação sempre complicada à anca e um longo período de recuperação, o portuense esteve muito perto de garantir a passagem ao quadro do Buenos Aires Padel Master – cuja qualificação se disputou na última semana – mas não desperdiçou a oportunidade de jogar o quadro de Vigo perante o apoio de tantos portugueses que se deslocaram à cidade galega.

World Padel Tour

Diogo Rocha e Antonio Luque venceram Miguel Oliveira e Willy Lahoz na última ronda da qualificação para garantir a primeira presença como dupla em quadros principais do World Padel Tour na temporada de 2019. Já na primeira ronda do quadro, o cansaço foi notório e a dupla luso-espanhola foi eliminada em dois parciais pelos experientes Diego Ramos e Juan Manuel Restivo.

Falta ainda o maior destaque do padel nacional nos últimos dias: Sofia Araújo. Depois dos quartos de final em Alicante, a jovem lisboeta parece que finalmente vai dar o salto para a elite do padel mundial. Sofia Araújo e Virginia Riera continuam a realizar uma época positiva e ultrapassaram em Vigo uma das duplas mais fortes do mundo do padel na primeira ronda, Teresa Navarro e Maria Carmen Villalba, antes de serem derrotadas na segunda ronda pelas semi-finalistas Patty Llaguno e Eli Amatriaín (dupla que levou Marrero e Ortega a um decisivo tiebreak do terceiro set na meia-final).

Os restantes portugueses não passaram da pré-prévia, no entanto disputaram os seus encontros taco-a-taco e estiveram perto de ultrapassar mais do que uma ronda: exemplos de João Bastos e Diogo Schaefer perante os primeiros favoritos ou Ricardo Martins e Francisco Neves que obrigaram os seus adversários a disputar um longo terceiro set na segunda ronda.

Depois de terem sido derrotados nas rondas iniciais em Alicante, as espanholas Marta Marrero e Marta Ortega e os argentinos Maxi Sanchez e Sanyo Gutierrez conquistaram em Vigo o terceiro título da época e confirmaram o seu domínio no World Padel Tour, não fosse Marta Ortega a única jogadora que não se encontra na primeira posição dos respetivos rankings. O próximo torneio disputa-se na próxima semana e será jogado na cidade-natal de Antonio Luque, Jaén.

Por fim, mas não menos importante: o primeiro torneio de categoria 10.000 do circuito da Federação Portuguesa de Padel em 2019. O Lisboa Crown foi disputado no Terreiro das Missas e ofereceu os seus troféus a Gonzalo Rubio e Aris Patiniotis (final muito disputada com Diogo Rocha e Antonio Luque) e a Sofia Araújo e Lucia Martinez (venceram Ana Catarina Nogueira e Paula Josemaría em dois parciais).

Diogo Leite
Licenciado em Gestão e com o Mestrado em Finanças concluído. É um apaixonado por ténis e padel. Adora conhecer tudo e todos dentro da modalidade, bem como estar a par das recentes notícias.