Históricos: Tiago Apolónia e João Monteiro garantem primeira medalha portuguesa em Mundiais de Ténis de Mesa

Tiago Apolónia e João Monteiro
Apolónia e Monteiro serão os primeiros portugueses da história a subir ao pódio num Campeonato do Mundo | Fotografia: Remy Gros/ITTF

Tudo indicava que o dia de hoje seria de extrema dificuldade, mas Tiago Apolónia e João Monteiro acabaram por nem precisar de entrar em campo para fazerem história para o ténis de mesa português no Campeonato do Mundo que está a acontecer em Budapeste, na Hungria.

Vindos da fase de qualificação, onde superaram com distinção (3-0) o único encontro que tiveram de disputar, os dois mesatenistas lusos já tinham somado três vitórias no quadro principal de pares e esta quinta-feira tinham encontro marcado com Timo Boll (número 5 do ranking e um dos melhores de sempre da modalidade) e Patrick Franziska (18.º), dois dos membros da equipa alemã que em 2018 foi vice-campeã do mundo por equipas. Só que os alemães desistiram antes de entraram em campo.

Com este resultado, Tiago Apolónia (número 54 do ranking individual de singulares) e João Monteiro (173.º) chegam às meias-finais do Campeonato do Mundo e tornam-se nos primeiros portugueses da história a conseguirem uma medalha para Portugal em mundiais, uma vez que na modalidade não se disputa o encontro de atribuição de terceiro e quarto lugares.

Na busca de mais história em Budapeste, a dupla portuguesa já sabe que vai ter pela frente o romeno Ovidiu Ionescu e o espanhol Alvaro Robles nas meias-finais desta sexta-feira, marcadas para as 21 horas locais (menos uma em Portugal Continental).

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."