Marcos Freitas e Tiago Apolónia na terceira ronda do Campeonato do Mundo de Ténis de Mesa

Foi uma jornada recheada de ação aquela que marcou o início dos quadros principais no Campeonato do Mundo de Ténis de Mesa que se joga em Budapeste, na Hungria. No final do dia, Marcos Freitas e Tiago Apolónia foram os únicos a continuarem em prova.

Número um nacional e 26.º do ranking mundial, Marcos Freitas deu início à participação na prova com um triunfo por 4-1 (12-10, 12-10, 9-11, 13-11 e 11-8) sobre o brasileiro Thiago Monteiro (91.º). Já na parte da tarde, derrotou o mexicano Marcos Madrid (88.º) por 4-0 (11-9, 11-5, 11-6 e 11-8).

As duas vitórias garantem ao mesatenista madeirense a presença na terceira ronda do Mundial. Esta quarta-feira, às 14h locais (menos uma em Portugal Continental), Marcos Freitas vai desafiar o japonês Tomokazu Harimoto, que o jovem japonês de 15 anos que apesar da tenra idade já é uma verdadeira sensação (e campeão) da modalidade.

Quanto a Tiago Apolónia, que é o 54.º melhor classificado no ranking mundial, começou por vencer o equatoriano Alberto Mino (95.º) por 4-0 (11-8, 11-9, 11-5 e 11-9) e na segunda ronda surpreendeu o número 20 do mundo, Chih Yuan Chuang, por 4-3 (7-11, 11-7, 8-11, 9-11, 11-6, 11-8 e 11-8).

Para o lisboeta de 32 anos segue-se o desafio com o sueco Mattias Falck, o 16.º melhor jogador do mundo da atualidade.

João Monteiro (173.º) também entrou a vencer no quadro principal, ao derrotar o ucraniano Yevhen Pryshchepa por 4-2 (11-6, 11-7, 10-12, 10-12, 11-7 e 11-8), mas cedeu perante o chinês Zhendong Fan por 4-p (11-6, 11-7, 11-2 e 11-8).

Já João Geraldo (110.º), que na jornada anterior tinha sido o único mesatenista português a concluir com sucesso a passagem pela fase de qualificação, deu continuidade à prestação em Budapeste com um excelente triunfo por 4-3 (11-13, 11-8, 8-11, 8-11, 11-7, 11-4, 11-9) frente ao egípcio Omar Assar (47.º do ranking) antes de ser eliminado pelo sexto classificado Sangsu Lee por 4-0 (11-5, 11-3, 11-4 e 11-9).

Apolónia e Monteiro nos oitavos de final do quadro de pares

No quadro de pares, Tiago Apolónia (bronze nos Campeonatos da Europa de pares masculinos de 2008 e 2016) e João Monteiro (campeão europeu de pares mistos nesta mesma cidade, há três anos) já superaram três desafios.

Primeiro, a dupla portuguesa superou os libaneses Dauud Cheaib e Mohamad Hamie por 3-p (11-5, 11-9 e 12-10) para chegar ao quadro principal e, já entre os melhores do torneio, derrotou os ingleses Paul Drinkhall e Samuel Walker por 4-0 (11-2, 11-9, 12-10 e 11-2) e os austríacos Robert Gardos e Daniel Habesohn por 4-2 (11-9, 11-8, 7-11, 11-9, 9-11 e 11-7) para inscrever o nome nos oitavos de final.

Os próximos adversários são Nandor Ecseki e Adam Szudi, que estão a jogar em casa.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."