Sete portugueses em Budapeste para o Campeonato do Mundo de Ténis de Mesa

Um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete.

São sete os mesatenistas portugueses que vão a jogo no Campeonato do Mundo de Ténis de Mesa — o Liebherr 2019 ITTF World Championships — que se joga na cidade de Budapeste, Hungria, entre 21 e 28 de abril.

Marcos Freitas (23.º do ranking), Tiago Apolónia (46.º) e João Monteiro (48.º) tiveram entrada direta no quadro principal, que se começa a jogar no dia 23 de abril, enquanto João Geraldo (89.º), Leila Oliveira (103.ª), Raquel Martins (181.ª) e Marta Santos (188.ª) têm de disputar os grupos de qualificação.

Na competição masculina, a fase de apuramento para o quadro principal está dividida em duas partes: uma fase de grupos (todos com três jogadores) e, porque há mais de 64 grupos, ainda uma ronda a eliminar para os segundos classificados. Já o qualifying feminino é apenas composto pela fase de grupos, da qual se apuram todas as primeiras classificadas e algumas segundas.

Os quadros principais jogam-se no formato de eliminação direta e contam ambos com 128 jogadores. No Campeonato do Mundo de 2017, que se disputou em Dusseldorf, Marcos Freitas atingiu a quarta ronda (oitavos de final) e João Monteiro e João Geraldo chegaram à segunda. Tiago Apolónia, Diogo Carvalho e Leila Oliveira foram derrotados nas estreias no quadro principal.

Em pares, Tiago Apolónia/João Monteiro e Leila Oliveira/Marta Santos são os mesatenistas lusos em prova e começam na qualificação.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a histórias, a recordes. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais — por isso depois chegaram o padel, o ténis de mesa e o squash. E assim cá estamos, no Raquetc ("raquetecétera"). Como escreveu Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."