Com recuperação “de loucos”, Lajovic vai disputar a primeira final da carreira no Masters de Monte Carlo

O sérvio Dusan Lajovic continua a viver um conto de fadas em Monte Carlo. Esta tarde, o número 48 mundial surpreendeu o russo Daniil Medvedev (14.º), com parciais de 7-5 e 6-1, e garantiu a presença na final do Masters 1000 monegasco.

A vitória de Lajovic ganha contornos épicos se tivermos em consideração o facto de que o tenista menor cotado venceu 10 jogos consecutivos quando perdia por 1-5 na primeira partida. Assim, não só ainda foi a tempo de conquistar o primeiro parcial (7-5), como ainda se colocou com uma vantagem de 4-0 no segundo parcial. Medvedev ainda reduziu, mas não foi a tempo de evitar o desaire.

Dusan Lajovic torna-se no tenista com ranking mais baixo a disputar a final de Monte Carlo desde 2001, ao mesmo tempo que vai jogar a sua primeira final de singulares no circuito ATP e também a primeira em Masters 1000. Daqui a uma semana o sérvio chegará ao Millennium Estoril Open já como jogador do top 25 mundial.

A separar o tenista da Sérvia de uma vitória inédita vai estar o vencedor do confronto entre o italiano Fabio Fognini e o espanhol Rafael Nadal.

Adepto do desporto em geral mas com especial carinho pela "bolinha saltitona". O bichinho surgiu ainda Rafael Nadal não tinha mangas e não mais saiu. Chegada a oportunidade de me juntar ao Raquetc, juntamente com a minha ambição de ser jornalista, foi fácil aceitar juntar-me à equipa.