João Sousa com entrada direta em Roland Garros, Pedro Sousa nos primeiros lugares da “lista de espera”

Joao_Sousa_10
Fotografia: Fernando Correia/Millennium Estoril Open

A organização do torneio de Roland Garros divulgou esta quarta-feira a lista de jogadores que têm entrada direta nos quadros principais de singulares daquele que é o segundo torneio do Grand Slam da temporada. Sem surpresas, João Sousa é o único português a surgir no documento — mas há um outro logo ali à porta.

Atualmente no 51.º lugar do ranking ATP, o tenista vimaranense surge no 52.º lugar de uma lista que garantiu o acesso direto aos 100 primeiros tenistas e ainda a outros quatro que vão recorrer ao ranking protegido: Josef Kovalik, Cedrik-Marcel Stebe, Janko Tipsarevic e Jo-Wilfried Tsonga.

Para além dos 104 jogadores com entrada direta, estarão no quadro oito tenistas convidados pela organização e 16 sobreviventes da fase de qualificação.

Pedro Sousa, o segundo melhor tenista português da atualidade e 106.º classificado na atualização desta semana — a que conta para os efeitos de qualificação para Roland Garros –, falhou por pouco a “entry list” do quadro principal, mas nem tudo são más notícias: o lisboeta surge como quinto classificado na lista de alternates.

Caso acabe por conseguir a entrada direta, será a segunda vez consecutiva — e na carreira — que Pedro Sousa estará no quadro principal de um torneio do Grand Slam, ele que se estreou nestas andanças no Australian Open deste ano (foi derrotado por Alex de Minaur na ronda inaugural: 6-4, 7-5 e 6-4) depois de 14 tentativas nas fases de qualificação.

Quanto a João Sousa, disputa o quadro principal de singulares do Grand Slam parisiense de forma interrupta desde 2012 (foi o primeiro Major onde jogou entre os melhores) e tem como melhores resultados a segunda ronda alcançada em 2013, 2015, 2016 e 2017.

Apesar de se dar bem na terra batida, superfície onde disputou cinco das 10 finais ATP que constam no currículo, o pupilo de Frederico Marques tem em Roland Garros o seu terceiro melhor torneio do Grand Slam em termos de vitórias: 4, atrás das 6 somadas em Melbourne e das 8 conseguidas em Nova Iorque, onde em setembro último se tornou no primeiro português da história a alcançar a quarta ronda de singulares num evento desta dimensão.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."