Despedido por Naomi Osaka, Sascha Bajin é o novo treinador de Kristina Mladenovic

É a notícia do dia no que ao circuito feminino diz respeito: Sascha Bajin, o treinador que foi despedido por Naomi Osaka depois da tenista japonesa conquistar o segundo título do Grand Slam e chegar ao primeiro lugar do ranking, está a trabalhar com Kristina Mladenovic.

O anúncio foi feito pela tenista francesa no Twitter e coloca um ponto final nos rumores que tinham surgido nas últimas semanas, depois dos dois terem sido vistos a trabalhar juntos em Miami. Esta será a segunda experiência de Sascha Bajin como treinador, ele que antes de começar a trabalhar com Naomi Osaka tinha integrado as equipas de três ex-líderes do ranking: Serena Williams, Victoria Azarenka e Caroline Wozniacki.

O fim da ligação profissional entre Naomi Osaka e Sascha Bajin foi anunciado pela jogadora a 11 de fevereiro e surpreendeu tudo e todos no mundo do ténis. Afinal, foi com o alemão que a jovem tenista nipónica conquistou os primeiros títulos da carreira (Indian Wells, US Open e Australian Open) e chegou a número 1.

Curiosamente, o primeiro encontro da carreira de Naomi Osaka como número 1 mundial — que coincidiu com o primeiro que realizou desde a separação de Sascha Bajin — foi contra Kristina Mladenovic, que venceu por 6-3 e 6-3 no torneio do Dubai.

A tenista francesa tem atualmente 25 anos e é a número 66 do ranking de singulares e a terceira melhor na variante de pares, em que já conquistou dois torneios do Grand Slam (Roland Garros 2016 e Australian Open 2018) e esteve perto de vencer os restantes (final de Wimbledon em 2014 e do US Open em 2016 e 2018).

Atualizado às 15h11.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."