Houston. Christian Garin conquista primeiro título da carreira

Fotografia: US Men's Clay Court Championship

O circuito ATP conheceu esta noite um novo campeão. O chileno Christian Garin, número 73 mundial, bateu o norueguês Casper Ruud (95.º) em três sets, com parciais de 7-6(4), 4-6 e 6-3, e conquistou o Fayez Sarofim & Co. U.S. Men’s Clay Court Championship, em Houston.

Com os dois jogadores a estrearem-se em finais ATP, foi o sul-americano a entrar melhor no encontro. Os três primeiros jogos terminaram em quebras de serviço, sendo que foi Garin o primeiro a conseguir segurar o saque e a abrir uma vantagem de dois jogos (1-3) no marcador. No entanto, o chileno acabou por ceder novamente o serviço ao oitavo jogo – já depois de ter salvo três break points anteriormente – e o primeiro parcial decidiu-se no tiebreak. Ruud foi o primeiro a chegar ao minibreak, mas não foi capaz de capitalizar a vantagem adquirida e acabou mesmo por ceder a primeira partida.

No segundo set, os break points continuaram a surgir mas ambos os tenistas foram capazes de anular a maioria deles. Garin só não foi capaz de anular o segundo que enfrentou no quinto jogo do parcial, e essa foi a abertura suficiente para que Ruud igualasse o placard e obrigasse o encontro a decidir-se na “negra”.

Com os dois tenistas a apresentarem percentagens idênticas em termos de primeiro serviço, a principal diferença ao longo do terceiro parcial esteve na resposta. Christian Garin foi capaz de vencer 44% dos pontos jogados na resposta ao primeiro serviço de Ruud, ao passo que o norueguês apenas conseguiu conquistar 19% das respostas à primeira bola do adversário. Assim, e depois de ter salvo três break points no jogo anterior, o tenista chileno de 22 anos conseguiu ao sexto jogo a quebra de serviço que fez toda a diferença e que lhe abriu as portas de uma vitória que ficou selada ao fim de duas horas e 32 minutos.

A conquista do primeiro título da carreira vai também traduzir-se num novo máximo em termos de ranking para Christian Garin. Esta segunda-feira, o chileno vai registar uma das maiores subidas da semana – 26 lugares – para se instalar no 47.º lugar. Por sua vez, Casper Ruud vai também subir 27 posições e alcançar a sua melhor classificação de sempre na hierarquia mundial: o 68.º posto.

Adepto do desporto em geral mas com especial carinho pela "bolinha saltitona". O bichinho surgiu ainda Rafael Nadal não tinha mangas e não mais saiu. Chegada a oportunidade de me juntar ao Raquetc, juntamente com a minha ambição de ser jornalista, foi fácil aceitar juntar-me à equipa.